PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
NOTÍCIA

24/01/2017

NÃO SE ANULE PELO OUTRO

Você não deve se preencher com outra pessoa, caso contrário, você morre, deixa de existir e o outro passa a existir em seu lugar 
Hugo Lapa (Espiritualidade é Amor)

Muitas vezes recebo casos de pessoas me contando o quanto se anularam por uma ou mais pessoas.

É muito comum ver mães que se anulam completamente para viver pelos filhos. A pessoa já não vive sua própria vida, mas passa a viver a vida do seu filho. Ela praticamente se despersonaliza, deixa de ser ela mesma, deixa de ter gostos próprios, deixa de sentir a alegria de viver, e passa a viver apenas segundo os ditames da vida do outro. Ela abdica de si mesma e passa a existir apenas pelo outro. Vive em função do outro. Ela já não é mais ela mesma, mas passa a ser uma sombra de seu passado, perdida dentro da carência e da dependência em relação ao filho.

É muito comum que pessoas infelizes, que tiveram sérias decepções na vida, passem a viver mais a vida do outro do que a própria vida. Gosto de dar o exemplo da mãe que se anula pelo filho porque esse é o caso mais emblemático desse quadro. A pessoa vive um trauma, uma decepção, um grande sofrimento e não consegue mais viver com alegria, de forma desprendida, com vitalidade, nem consegue mais aproveitar sua existência. Ela não consegue mais ser ela mesma e fica triste tentando resgatar a si mesma, perdida que está num passado que não retorna mais. Quando ela não consegue mais encontrar a si mesma, ela inconscientemente desiste dessa busca, e começa a se fundir em outra pessoa. Isso pode ocorrer com parentes mais próximos, cônjuge e o mais comum… com filhos.

A mulher que é infeliz, que não realizou seus sonhos, que não fez na vida o que gostaria de fazer, que sente que sua vida é insatisfatória, que não consegue mais ter esperança, ou que entrou num quadro depressivo leve ou mediano, pode se agarrar emocionalmente ao filho. Ela pode também sentir-se solitária e pensar que o filho é a presença mais certa em sua vida, pelo menos por um bom tempo. Quando o filho ainda é criança, ele depende da mãe. Nesse caso, a mãe sente-se mais confiante de se ligar emocionalmente ao filho, mesmo que de forma neurótica, pois ela sabe que o filho não tem para onde ir, não tem como abandona-la, é uma presença certa por anos e anos em sua vida. Assim, ela passa a viver em função do filho e deixa de viver a triste e solitária vida que ela tinha.

Vejo muitas pessoas, muitas mesmo, perdendo suas vidas nesse processo. Passamos a viver a vida do outro, e esquecemos completamente de nós mesmos. Alguns podem pensar que esse sacrifício de si mesmo para viver pelo outro é algo positivo, nobre, sagrado, que enaltece nosso ser e nos faz evoluir, mas não é. Esse é um grande engano. Anular-se por alguém não é sacrificar-se por amor, mas tão somente viver constantemente uma fuga de si mesmo e de uma vida infeliz e solitária. Isso nada mais é do que uma dependência emocional, um vício, uma embriaguez de renúncia a nós mesmos. Não há nada de virtuoso em largar quem somos para viver viciado ou fixado em alguém.

Aquele que está infeliz deve buscar maneiras de curar essa infelicidade e restituir sua alegria de viver. Essa é a forma correta de proceder. Fugir de seus problemas e evitar sua própria realidade para ser pelo outro, respirar pelo outro, experimentar a vida pela perspectiva do outro, não é saudável, não é natural, não é necessário, mas algo doentio que precisa de tratamento.

Quem vive se anulando pelo outro deve rever profundamente sua vida. A infelicidade é o destino inexorável daqueles que seguem esse caminho. Não perca sua vida anulando a si mesmo. Não viva pelo outro, viva por você. Cada pessoa vive a própria vida. Nossa existência é caracterizada pela arte do encontro e do convívio e não pelo escapismo e fraqueza da fusão emocional no outro. Não caia nesse erro. Se você está se anulando pelo outro, vivendo em função do outro, apegado ao outro, ou sua vida é toda direcionada a alguém, reveja seus atos. Ninguém pode preencher a si mesmo com alguém. Você é uma pessoa… Você não deve se preencher com outra pessoa, caso contrário, você morre, deixa de existir e o outro passa a existir em seu lugar.
0 COMENTÁRIO
Feito! Comentário enviada com sucesso.
Aguarde que logo iremos aprovar!
Whatsapp (82) 9-9999-6398
Telefone (82) 9-9999-6398
WWW.XBREPORTER.COM.BR
Todos os direitos reservados 2017